1. Capa
  2. → Notícias
  3. → Convênio MMA/Funai levará ações de conservação ambiental do Programa Áreas Protegidas da Amazônia para regiões habitadas por índios

Convênio MMA/Funai levará ações de conservação ambiental do Programa Áreas Protegidas da Amazônia para regiões habitadas por índios

facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmailfacebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Parceria entre o Ministério do Meio Ambiente (MMA) e a Fundação Nacional do Índio (Funai) levará ações de conservação ambiental do Programa Áreas Protegidas da Amazônia (Arpa) para regiões indígenas. A iniciativa foi celebrada nesta quinta-feira (23/08), por meio da publicação do Acordo de Cooperação Técnica MMA/Funai no Diário Oficial da União. O recurso utilizado para a execução da Parceria faz parte das linhas de investimento do Projeto Arpa com o Banco Mundial (US$ 15,9 milhões, equivalentes a R$ 32 milhões) e Banco Alemão KFW (10 milhões de euros, ou R$ 25,4 milhões).

"Este acordo torna-se um importante marco para a parceria com a Funai pelo fato de estabelecer uma aliança que dará lugar à realização de atividades sinérgicas e ao melhor alcance das metas entre as instituições envolvidas", destaca a especialista em Cooperação Internacional do Departamento de Áreas Protegidas da Secretaria de Biodiversidade e Florestas do MMA, Carla Navarro. A partir das ações de capacitação técnica previstas no Acordo será possível implantar Planos de Ação dos Povos Indígenas (PPIs) previstos no Programa Arpa.

RECURSOS NATURAIS

Fazem parte da cooperação MMA/Funai ações de promoção da subsistência alternativas e compensatórias das atividades restringidas ou proibidas e promoção de tecnologias de uso dos recursos naturais que sejam mais sustentáveis nas terras indígenas. Além de capacitação relacionada à conservação ambiental e ao uso sustentável dos recursos naturais e atividades de proteção conjunta das áreas, incluindo a garantia da permissão do acesso dos povos indígenas a seus lugares sagrados.

Outra linha de ação do Acordo é o desenvolvimento da competência gerencial das equipes e de parceiros envolvidos com o planejamento e a gestão das Unidades de Conservação no que diz respeito à sua interação com terras indígenas. "Todas as atividades estarão em conformidade com o Projeto de Gestão Ambiental e Territorial Indígena (Gati), desenvolvido em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), bem como com a implantação da Política Nacional de Gestão Territorial e Ambiental de Terras Indígenas (Pngati)". Para ela, tais ações serão desenvolvidas de forma que as ações do MMA e Funai sejam complementares e sinérgicas.

Fonte: Site MMA
Fonte URL: http://www.mma.gov.br/informma/item/8618-arpa-amplia-fronteiras

mais notícias ++++

tanque-gaviao

Construção e Reforma de tanques de piscicultura

A Kanindé está construindo e reformando tanques de piscicultura na Terra Indígena Igarapé Lourdes para os povos Gavião e Arara. As obras fazem parte do projeto Amazônia Indígena Sustentável com apoio do BNDES e das associações ASSIZA e Karo Pajgap.  Leia mais

kaninde

Ampliação do alojamento do Centro de Formação Kanindé

Estamos ampliando as instalações do Centro de Cultura e Formação Kanindé, local que recebe cursos, reuniões e eventos diversos. O alojamento novo, por exemplo, tem capacidade para 48 pessoas e uma quadra esportiva também está sendo construída.  Leia mais

ritual

A Festa da Menina-Moça Tejuvi Juma-Uru Eu Wau Wau

No cinema, denomina-se “ponto de virada” o instante ou acontecimento em que se quebra o rumo da história e leva a narrativa para outra direção. É um momento crucial que interliga etapas distintas. Na cultura indígena, muitas etnias têm um processo semelhante para marcar a transição na vida de uma adolescente para o estágio de […]  Leia mais

sobrevoo-4

Equipe da Kanindé sobrevoa Rondônia e flagra queimadas e invasões

A equipe da Kanindé realizou um sobrevôo em Rondônia para monitorar e documentar a situação das áreas verdes do Estado. O trajeto passou por Terras Indígenas como a do Uru-eu-wau-wau e Rio Guaporé, Reservas Extrativistas, Estações Ecológicas, territórios de Floresta Nacional e Áreas de Proteção Ambiental. O cenário encontrado foi alarmante. “Foram quase seis horas […]  Leia mais

juma2

Kanindé faz vigilância na Terra Indígena Juma

Uma equipe da Kanindé foi até a Terra Indígena Juma, próxima à cidade de Lábrea no Amazonas, para realizar vigilância na área e assistência técnica agrícola aos indígenas. Ivanete Bandeira, bióloga e coordenadora geral da Kanindé, comenta sobre os trabalhos realizados: “Vimos um pescador no rio, dentro da área indígena e fomos informados que quem […]  Leia mais

whatsapp-image-2016-10-02-at-11-32-07

Kanindé e Metareilá juntas no reflorestamento da Amazônia

Localizada entre os municípios de Cacoal e Espigão d’Oeste, em Rondônia, a Terra Indígena Sete de Setembro tem aproximadamente 248 mil hectares e cerca de 1,3 mil habitantes. Há aproximadamente 30 anos, a área sofre com a extração ilegal de madeira, o que tem gerado sérios problemas ambientais e socioculturais. Estes também são fatores que […]  Leia mais

semanageo

34ª Semana de Geografia – UNIR

O Departamento de Geografia (DGEO), o Programa de Pós-Graduação em Geografia (PPGG) e o Centro Acadêmico de Geografia (CAGEO) da Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR) promovem, de 3 a 7 de outubro de 2016, no Campus José Ribeiro Filho, em Porto Velho, a 34ª Semana de Geografia e 11º Encontro de Pós-Graduação em Geografia, […]  Leia mais

relatora

Relatora da ONU cobra ações do governo contra ‘ameaças’ aos povos indígenas

A relatora da ONU para o direito de povos indígenas, Victoria Tauli-Corpuz, cobra do governo Michel Temer ações diante do endurecimento de leis relativas a demarcações de terras indígenas no País, do sucateamento da Fundação Nacional do Índio (Funai) e da falta de uma resposta do governo federal diante dessas “ameaças” . “No contexto político […]  Leia mais

Região da floresta amazônica em Roraim.  17/4/2016.  REUTERS/Bruno Kelly

Proteção da biodiversidade amazônica pode alimentar 4ª revolução industrial, diz estudo

A floresta amazônica guarda as chaves biológicas para iniciar uma quarta revolução industrial se a sua biodiversidade for protegida, afirmou um estudo publicado nesta sexta-feira. Novas tecnologias digitais como impressão 3D e computação quântica criam o potencial para que as plantas únicas da Amazônia conduzam a avanços importantes na medicina e na engenharia, afirmou um […]  Leia mais

Brasília - Índios e quilombolas de vários estados fazem caminhada em protesto contra importação de commodities brasileiras (como a soja e o açúcar) que favorece violações contra povos indígenas (José Cruz/Agência Brasil)

Riscos sofridos pelos povos indígenas no Brasil são os mais altos desde 1988

Um documento elaborado pela ONU (Organização das Nações Unidas), e que será apresentado nesta terça-feira (20) ao Conselho de Direitos Humanos, indica que os povos indígenas brasileiros enfrentam atualmente riscos mais graves do que em qualquer outro momento desde que a Constituição de 1988 foi estabelecida. Entre os principais problemas está a violência. Para se […]  Leia mais